O que é Constelação fluvial?

É uma ferramenta terapêutica a favor do crescimento do ser humano com o novo enfoque sistêmico por meio do elemento água. E esta no Brasil a pouco mais de 2 anos.

Quem criou a Constelação Fluvial e como chegou até Londrina, Paraná?

A constelação fluvial foi originada pelo Juan Carlos Airas Quintana.

No Brasil existe apenas um mestre em constelações fluviais:  dra. Sandra Regina de Souza, mora no Rio de janeiro, é médica, consteladora familiar. formadora de constatadores fluviais com certificação internacional diretamente ligada ao criador da metodologia. É “tallerista” em constelações fluviais.

Maria da Graça Pedrazzi Martini certificada em fevereiro de 2020, é a única consteladora fluvial no Paraná, reconhecida e certificada por Juan Carlos Airas Quintana e dra. Sandra Regina de Souza.

 Para que serve esse processo terapêutico das constelações fluviais?

Para descobrir as dinâmicas que são um obstáculo ao bem-estar da pessoa e de seu sistema familiar e para encontrar soluções que permitam uma vida mais plena e consciente.

A quem se destina as constelações fluviais?

A todas as pessoas que queiram viver de forma mais tranquila e consciente, integrando passado e presente para viver relações sistêmicas mais saudáveis, seja com pessoas, com o trabalho, com dinheiro, com a saúde ou consigo mesmo(a)

Para finalizar

“A vida surgiu na água dos oceanos. Nós seres humanos iniciamos nossa vida dentro do líquido amniótico, que possui 99% de água. A água está presente em grande parte da nossa vida, da nossa existência. Podemos permanecer algum tempo sem comer, mas não sem ingerir água. Água é vida.” (Jacques Benveniste)